O que é Flywheel e como introduzi-lo na sua estratégia de Marketing

É inegável que o mercado, assim como toda a sociedade, está sempre em evolução, acarretando mudanças no modelo de marketing e vendas. Atualmente, os processos de jornada de compra estão cada vez mais focados na experiência do cliente, e o Marketing Flywheel surgiu com esse objetivo. 

Hoje conversaremos sobre:

  • O que é Flywheel?
  • Diferenças entre Flywheel e o funil de vendas.
  • Benefícios do Flywheel.
  • Como aplicá-lo na sua estratégia de Marketing?

Confira a seguir!

O que é Flywheel?

O Flywheel é novo conceito que aborda marketing e vendas de uma perspectiva diferente das tradicionais, focando muito mais na fidelização do cliente.

Assim, em vez de um “funil”, tem uma forma circular, com o objetivo de fortalecer a ideia de que a finalização da compra não é o fim, mas que faz parte de uma engrenagem circular que dá força à máquina.

Esse “volante” é composto de: 

  • Atração.
  • Engajamento.
  • Experiência do usuário (a ênfase está aqui).

O Flywheel é o modelo ideal para acompanhar os clientes desde o momento em que conhecem uma marca e, principalmente, após a compra dos produtos/serviços dela, para motivá-los a adquirir novamente.

Diferenças entre o Flywheel e o funil de vendas

Mas por que substituir o funil de vendas pelo Flywheel? Para compreender essa necessidade, é importante que você entenda quais são as diferenças entre as estratégias.

No funil (tradicional), a satisfação e a experiência do cliente têm o seu foco concentrado no último terço, na parte final, como é considerado o pós-venda.

Na prática, a técnica visa desenvolver diversas ações que não terminam após a venda. Todo o processo é conduzido pela experiência do cliente, mesmo antes de iniciar a venda. 

Com as pessoas tornando-se mais céticas sobre processos de venda e Marketing, o modelo ficou menos eficiente. 

Algumas evoluções que ocorrem no Flywheel são:

  • Não há mais um ponto final, uma vez que, além de atrair, é importante tentar cativar os clientes já conquistados.
  • Oportunidade de vendas por meio da “força”: o primeiro passo é atrair os leads, depois desenvolver dinâmicas de engajamento e, por último, propiciar uma experiência inesquecível. Então, por meio de uma experiência positiva, os clientes antigos e novos compram cada vez mais.  

Benefícios do Flywheel

Apesar de ainda possuir características parecidas com outros modelos de estratégias, o Flywheel visa corrigir possíveis falhas decorrentes de métodos mais antigos ou pouco eficazes.

Este modelo pode ser aplicado em qualquer modelo de negócios, mas é ainda mais benéfico quando aplicado aos negócios B2B, afinal, esse processo comercial é mais longo e complexo e, por isso, conquistar mais clientes e manter um relacionamento longo é mais vantajoso. 

Quando se investe em uma metodologia de retenção de clientes, não é fundamental gastar dinheiro e tempo para atraí-los novamente. Assim, eles serão responsáveis por gerar a receita fixa do seu negócio, aquela na qual é possível prever o faturamento a cada mês.

 

Como aplicá-lo na sua estratégia de Marketing?

Como dissemos anteriormente, a ideia do Flywheel pode funcionar para todos os tipos de negócios, no entanto, é preciso entender como aplicá-lo de forma eficiente na sua estratégia. 

Alguns passos importantes para isso são:

Liste os sucessos da sua empresa

Estabeleça quais êxitos a sua empresa alcançou na área de atuação dela e que podem ser replicados (repetidos). 

Identifique falhas

Nem todas as ideias podem render frutos positivos, portanto, lembre-se das situações em que o seu negócio não alcançou, por muito ou por pouco, as expectativas dos clientes.

Faça uma comparação entre sucessos e falhas

O objetivo dessa comparação é chegar a uma resposta para a pergunta: “Como cada um desses sucessos e dessas falhas mostram o caminho a ser seguido na criação da sua engrenagem?”.

Esboce o ciclo

Use os elementos que você considera serem boas respostas para a pergunta do tópico acima e inicie a construção da engrenagem que vai guiar o seu negócio. 

Ao iniciar o processo, identifique a ordem das ações e como cada uma está interligada à outra durante a sua execução.

Não tenha medo de testar o Flywheel

Siga os passos da engrenagem e ajuste-a de modo que você consiga explicar seus sucessos replicáveis como resultados originados a partir das etapas bem executadas do ciclo que você criou e as falhas como resposta a uma execução inadequada ou mesmo inexistente dessas etapas.

Está preparado para transformar o seu modo de vender? Entre em contato conosco!

Compartilhe

Tiago Pires

Olá, sou Tiago Pires, mas você pode me chamar de Pires. Em 2009, fundei a Agência Natu movido por uma paixão: a internet.

Inscreva-se na nossa Newsletter

Postagens relacionadas

10 Razões Para Investir em Tráfego Pago

Sabe utilizar o Inbound Marketing para e-commerce?

Top 5 palestras do Ted Talks sobre Marketing

Natu News

Tel: (+55) 11 3197-8542

Av. Pereira Barreto, 1479 13° andar Sala 107 - Baeta Neves
São Bernardo do Campo -SP

Av. Pereira Barreto, 1479 13° andar Sala 107 - Baeta Neves São Bernardo do Campo -SP

Certificações:

© 2024 | Todos os Direitos Reservados